Vendo Raul sem gravadora e milhares de fãs na expectativa de novidades, Sylvio Passos, presidente do Raul Rock Club, decide ajudar o ídolo e amigo lançando um LP independente. Let Me Sing My Rock and Roll foi totalmente produzido e lançado pelo Fã-Clube Oficial de Raul Seixas.

Após deixar a Som Livre, Raul passou por diversos problemas. Sua fama de mau profissional entre os executivos de gravadoras cresceu após Metrô Linha 743. Ao mesmo tempo, agravaram-se os problemas com o alcoolismo a ponto de seu casamento com Kika Seixas se desmanchar. Em dezembro de 1985 faria o último show solo de sua carreira.

Raridade

Let Me Sing My Rock and Roll foi o primeiro e talvez único álbum brasileiro da história a ser produzido e distribuído por um fã-clube. Está na discografia de Raul Seixas por trazer músicas inéditas e depoimentos não inclusos nos LPs anteriores. A faixa Canto Para Minha Morte foi inclusa a pedido de Raul. Com tiragem limitada a apenas mil exemplares numerados, o álbum é hoje disputado a peso de ouro por fãs e colecionadores.

1985 Let me Sing My Rock 'n' Roll

 

Faixas

Introdução (Raul no Estúdio Free/Dez 1979)
Let Me Sing, Let Me Sing (Raul Seixas/Nadine Wisner)
Teddy Boy, Rock e Brilhantina (Raul Seixas)
Eterno Carnaval (Raul Seixas)
Caroço de Manga (Raul Seixas/Paulo Coelho)
Loteria da Babilônia (Raul Seixas/Paulo Coelho)
Não Pare na Pista (Raul Seixas/Paulo Coelho)
Como Vovó Já Dizia (Raul Seixas/Paulo Coelho)
Um Som para Laio (Raul Seixas)
Rua Augusta (Hervê Cordovil) / O Bom (Carlos Imperial)
Canto Para Minha Morte (Raul Seixas/Paulo Coelho)
Love is Magick (Raul Seixas/Spacey Glow)
Blue Moon of Kentucky (Bill Monroe) / Asa Branca (Luiz Gonzaga/Humberto Teixeira)
2ª parte da introdução (Depoimento de Raul Seixas/Dez 1979)