Após Abre-te Sésamo, Raul Seixas viveu um hiato involuntário de quase três anos. Saindo da CBS brigado com a direção da empresa, bateu em todas as grandes gravadoras com seu projeto de ópera-rock chamado Nuit, composto com a ajuda de Kika Seixas. Em vão, pois ninguém se interessou.

Era uma fase particularmente difícil para Raul, que alternava shows memoráveis – como a histórica apresentação na Praia do Gonzaga, em Santos (SP), para 180 mil pessoas – com verdadeiros fiascos – como o vexame em Caieiras (SP), onde se apresentou tão alcoolizado que foi confundido com um impostor e preso pelo delegado.

Foi quando veio o chamado do pequeno Estúdio Eldorado, que pertencia ao mesmo grupo do jornal O Estado de S.Paulo e estava sob a direção de João Lara Mesquita, fã de Raulzito. Produzido pelo saudoso maestro Miguel Cidras, o disco foi sucesso pela música Carimbador Maluco e rendeu mais um disco de ouro a Raul.

“Coleção de canções”

Raul Seixas afirmava que seu novo disco era apenas uma coleção de canções, que não havia nada para “guruzar” e que tudo era resultado de um período de “reciclagem” pelo qual passou. Já desligado do Estúdio Eldorado, um tempo depois, Raul se explicou melhor:

“Aquele foi um disco que eu fiz numa fase difícil, não sabia nem o que dizer pra Imprensa. Eu não tinha nada, não tinha músicas, não tinha estrutura. Gosto de fazer trabalhos mais ricos e profundos, que atinjam vários setores culturais, que nem os Beatles faziam. Mas daquela vez só tinha mesmo uma coleção de canções, mais nada. E ainda por cima estava preocupado em fazer o comercial, o disco tinha que vender 80 mil, aquela coisa. Eu me sentia tão mal que foi só finalizar o LP e no dia seguinte já compus ‘Metrô Linha 743’. Vomitei tudo de uma vez, estava atravessado na minha garganta.”

Plunct-Plact-Zuum!

Feita para o especial infantil Plunct-Plact-Zuum!, da Rede Globo, a música Carimbador Maluco não fazia parte da edição original de Raul Seixas. Devido ao sucesso da canção, ela foi inclusa nas edições seguintes do álbum e foi a responsável pelo segundo disco de ouro da carreira de Raul.

1983 Raul Seixas

 

Faixas

D.D.I. (Discagem Direta Interestelar) – (Raul Seixas / Kika Seixas)
Coisas do Coração – (Raul Seixas / Kika Seixas / Cláudio Roberto)
Coração Noturno – (Raul Seixas / Kika Seixas / Raul Varella Seixas)
Não Fosse o Cabral (Slippin And Slidin) – (Penniman / Bocage / Collins / Smith – Versão: Raul Seixas)
Quero Mais – (Raul Seixas / Kika Seixas / Cláudio Roberto)
Lua Cheia – (Raul Seixas)
Carimbador Maluco – (Raul Seixas)
Segredo da Luz – (Raul Seixas / Kika Seixas)
Aquela Coisa – (Raul Seixas / Kika Seixas / Cláudio Roberto)
Eu Sou Eu, Nicuri É O Diabo – (Raul Seixas)
Capim Guiné – (Raul Seixas / Wilson Aragão)
Babilina – (Vicent / Davis – Versão: Raul Seixas)
So Glad You’re Mine – (Arthur ”Big Boy” Crudup)

Ficha técnica

Coordenação artística: Aluízio Falcão
Direção de produção: Miguel Cidras
Arranjos de base: Raul Seixas
Arranjos e regência: Miguel Cidras
Mixagem: José Luis Costa (Gatão) e Miguel Cidras
Direção de arte e fotos: Ariel Severino

Vocais: Sylvinha Araújo, Maria Aparecida de Souza (Cidinha), Rita Kfouri, Carlinhos, Ralf, Luiz Bastos e Wanderléa (faixa 5)
Piano: Miguel Cidras e Rick Ferreira
Sintetizador Polysix: Armandinho Ferrante
Guitarra elétrica: Rick Ferreira e Tony Osanah (faixa 13)
Violão Ovation e pedal steel: Rick Ferreira
Baixo: Paulo César Barros e Pedro Ivo Lunardi (faixa 13)
Violino: Elias, Slon, Caetano Finelli, Audino Nunez e Jorge Gisbert
Viola: Michel Verebes, George Kiszely, Loriano Rabarchi e Alwin E. Ochsner
Violoncelo: Paulo Tacceti e Maria Brucoli
Saxofone alto: Cacá
Saxofone tenor: Pick
Saxofone barítono: Baldo
Trompete: Tenisson Rufino e Walmir Gil
Trombone: François de Lima
Bandoneón: Oldimar Cáceres
Acordeão: Chiquinho do Acordeom
Timbales: Teófilo Lima
Conga e Agogô: Sérgio Porto
Triângulo: Maurão
Bateria: Teo Lima, Ivan Conti (Mamão) e Carlos Alberto Gomes (faixa 13)