Gravado pela WEA, A Panela do Diabo é um álbum feito a quatro mãos. Resultado da ácida parceria entre Raul Seixas e Marcelo Nova, o disco foi lançado em 19 de agosto de 1989, dois dias antes da morte de Raulzito e após uma série de 50 shows da dupla pelo país.

Retorno aos palcos

Raul Seixas e Marcelo Nova vinham se aproximando desde 1984, mas a relação se estreitou quando o líder da banda Camisa de Vênus regravou Ouro de Tolo em 1986. No ano seguinte, ambos compõem e dividem os vocais em Muita Estrela, pouca Constelação. Até que, em 18 de setembro de 1988, Raul aceita uma proposta de Marcelo e sobe no palco da Concha Acústica do Teatro Castro Alves, após quase três anos afastado do público. Foi o início da turnê.

Acidez

A irreverência e a acidez que sempre permearam a carreira da dupla de roqueiros baianos se faz presente já no título do álbum. Em entrevista para Jô Soares, Raul e Marcelo relataram que o nome A Panela do Diabo surgiu após serem alvos de panfletagem caluniosa de grupos religiosos, que o acusavam de serem a “reencarnação do demônio”. Além disso, as composições carregam críticas ao cenário artístico e político brasileiro, além de um tapa na cara dos “mercadores da fé” em Pastor João e a Igreja Invisível.

Álbum-testamento

Em A Panela do Diabo, algumas composições abordam filosoficamente a morte e soam como uma despedida. Em Nuit, Raul chega a citar um trecho do capítulo Morte, de As Dores do Mundo, do pensador Arthur Schopenhauer. Com letras autobiográficas, o disco revela um Raul Seixas mais profundo. A crítica da época ressaltou o sabor amargo de derrota do disco (vide músicas como Século XXI), mas justificou que é justamente isso que marca sua grandeza.

1989 - A Panela do Diabo

Faixas

Be-Bop-A-Lula (Gene Vincent / Bill “Sheriff Tex” Davis)
Rock n’ Roll (Raul Seixas / Marcelo Nova)
Carpinteiro do Universo (Raul Seixas / Marcelo Nova)
Quando Eu Morri (Marcelo Nova)
Banquete de Lixo (Raul Seixas / Marcelo Nova)
Pastor João E A Igreja Invisível (Raul Seixas / Marcelo Nova)
Século XXI (Marcelo Nova / Raul Seixas)
Nuit (Raul Seixas / Kika Seixas)
Best Seller (Marcelo Nova / Raul Seixas)
Você Roubou Meu Videocassete (Raul Seixas / Marcelo Nova)
Cãibra no Pé (Marcelo Nova / Raul Seixas)

Ficha técnica

Direção artística: Liminha
Produção: “Putos Brothers” (Pena Schmidt, Carlos Alberto Calazans, Marcelo Nova e Raul Seixas)
Gravação: Edu Santos, no Estúdio Vice Versa, em São Paulo
Masterização: Cacá Lima
Assistentes de estúdio (SP): Guilherme e Oséas
Mixagem: Dom Vitório “O Governador” Farias, no Estúdio nas Nuvens, no Rio de Janeiro
Assistentes de estúdio (RJ): Joca e Mauro
Corte de acetato: Paulo Torres, da BMG Ariola
Coordenação Gráfica: Silvia Panella e Henrique Lisboa
Fotos da capa: Dmimitri Lee
Produção das fotos: Lays Negrini
Fotos do envelope: Ines Silva
Agradecimentos: Govinda
Dedicado à José Roberto Abrahão

Vocais: Kris – Maria Eugênia – Fátima
Guitarra elétrica: André Christovam
Guitarra pedal steel: Rick Ferreira
Violão: Paulo Calazans
Violão de aço: Luiz Bueno de Carvalho

Banda Envergadura Moral
Guitarra elétrica: Gustavo Mullem
Teclados: Johnny Chaves
Baixo: Carlos Alberto Calazans
Bateria: Franklin Paolillo