Raul Seixas era de esquerda? De direita? Comunista?

Publicado por

Uma dúvida recorrente entre fãs é quanto ao posicionamento político do maior roqueiro da história do Brasil. Afinal, Raul Seixas era de esquerda ou de direita? Era comunista? Ou anarquista? Em tempos de polarização política, questionamentos como esse acabam se tornando cada vez mais comuns.

Por isso, é importante ressaltar que Raul Seixas se declarou publicamente como anarquista. E, de fato, o Anarquismo se faz presente na obra do Maluco Beleza. Seja na concepção da Sociedade Alternativa, com Paulo Coelho, ou seja em canções como Carimbador Maluco, lançada em 1983.

O Anarquismo consiste, basicamente, na ideia de povo sem governo. Defende, em nome da liberdade, a emancipação de cada indivíduo, a ponto de tornar a tutela do Estado, da Igreja ou de qualquer instituição totalmente desnecessária. Uma filosofia muito próxima da Sociedade Alternativa, um movimento que propunha uma revolução interna em cada ser humano.

Nos anos 1980, o posicionamento favorável de Raul Seixas ao Anarquismo se mostrou mais recorrente. Convidado pela Rede Globo para participar do especial infantil Plunct, Plact, Zuum, o roqueiro compôs a música Carimbador Maluco. A canção foi inspirada em um dos célebres textos do filósofo Pierre-Joseph Proundhon, considerado um dos mais influentes pensadores anarquistas.

Carimbador Maluco faz referências claras ao texto Ser Governado, de Proundhon (“Ser governado é ser, a cada operação, a cada transação, a cada movimento, notado, registrado, recenseado, tarifado, selado, medido, cotado, avaliado” etc). Ou seja, Raul Seixas levou uma mensagem anarquista às crianças na maior e mais poderosa rede de televisão do país.

Ademais, é notório o posicionamento sempre contundente de Raul ao longo de sua carreira contra o autoritarismo da Ditadura Militar brasileira. Influenciado pela filosofia de Aleister Crowley, o roqueiro era defensor da liberdade. Talvez nem o rótulo assumido de anarquista seja suficiente para definir sua visão de mundo. Raul Seixas era, acima de tudo, raulseixista.

13 comentários

  1. Com certeza não era de esquerda, basta observar que nos últimos 30 anos de esquerda no poder, ele foi injustamente esquecido e abafado pela mídia, sendo relembrado só agora 30 anos depois

  2. perfeito! tem um bando de mau caráter querendo denegrir raulzito….vote nulo, não sustente parasitas, além do A de anarquia estampado em sua peita.

  3. Ele tinha uma posição anarquista e defendia a liberdade, pelo grande filósofo que foi, tenho certeza que ele odiaria a confusão de gêneros, ( homem de barba na cara , não usa saia, homem e mulher não precisa mudar sexo, basta ser homosseassual assumido, não sinifica que homem de barba use baton, nem mude de nome, homem nao se casa com homem, lei podre, , e principalmente, político não enriquece roubando um país, político vive e se aposenta como todos). Tenho ctza disto.

  4. Seria muito interessante aprofundar na questão do que significa essa revolução interna da Sociedade Alternativa, e até viajar sobre como funcionaria a “Cidade das estrelas”, ou quanto de místico havia nesse posicionamento político

  5. Acho que o pessoal por aqui não entendeu muito bem o que é Anarquismo. Ou nunca sequer leram as letras.

    Se acha que o cara não implicava com “tomar banho de chapéu” e cantava “Faça o que tu queres, pois é tudo da lei”, acha mesmo que o cara não era a favor de liberdades individuais, como o direito de se portar e se vestir como manda sua identidade de gênero, como disse a abilolada da Silvana?

    Outra: Raulzito teve passagem pelo DOPS… então, o mínimo que um verdadeiro raulseixista deveria ter em mente é ser contra dar poder a quem fosse a favor de aparatos de repressão como esse. Aliás, aparatos de repressão de qualquer espécie.

    Mas assim como o flautista fez em Hamelin, por aqui, em terras tupiniquins, o berrante foi bem tocado…

  6. Texto bem coerente e deixou dúvidas para muitos aqui se ele era de esquerda ou direita. Raul Andava pelo lado que queria, não precisava de rótulos. Porém suas práticas e letras Anarquistas revelavam que ele era de extrema esquerda sim. Ser contra o sistema é ser de esquerda. O Anarquismo nasceu nos porões dos movimentos sindicais, porém com tantas obras a esquerda se dividiu em Socialismo libertário e socialismo que vai do científico ao utópico . E se engana quem acha que era a esquerda que estava no poder aqui no Brasil nos últimos anos. O neo-liberalismo tem várias faces de enganação!

    1. Mais um fanático por politica. Olhe pra camiseta de Raul ”Vote nulo, não sustente parasita”. Olha a letra da musica Dentadura postiça, ‘Vai cair estrela do céu’. Referencia ao fracasso da URSS na guerra fria. O Raul era fãzaço de Elvis, tinha até carteirinha de fã clube. E era tão avançado que já era Ancap naquela época.

      1. Me desculpe, mas sério mesmo, Raul Seixas ancap? Tony, primeiro de tudo, anarcocapitalismo não é uma forma de anarquismo. Vide que o mesmo é contra todo e qualquer tipo de dominação, isto é, ela sendo econômica, social, política ou racial. O capitalismo permite a hierarquização social e esta é uma forma de dominação que fere a liberdade, a partir deste conceito, liberdade só pode ser alcançada com igualdade. Anarquistas são contra todo e qualquer tipo de exploração do homem pelo próprio homem, me refiro também à acumulação de capital. Ademais, sobre a URSS, me permita perguntar novamente, mas, como seria possível alguém contra toda e qualquer forma de autoridade ser favorável à um regime ditatorial como o citado? Digo, qualquer forma de anarquismo se possibilitaria à mesma resposta, como teu questionamento poderia ser íntegro perante isto? Aliás, inúmeros marxistas reconhecem a falha inerente do nacionalismo stalinista.

Deixe uma resposta